quarta-feira, 10 de março de 2010

Obras do PAC no Alemão já têm rachaduras e alagamento!

O post de hoje é uma matéria, na íntegra, publicada pelo jornal Estado de São Paulo nesta quarta, que mostra como agem em conluio dos governos Federal e Estadual no Rio de Janeiro. Bem típico da laia de Lula e Sérgio Cabral. Segue a matéria:
"Menos de um ano depois da inauguração, operários já voltaram aos prédios do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Complexo do Alemão, zona norte do Rio, para vedação e proteção das edificações. O reparo acontece no Condomínio Itaoca 1.174, após a chuva alagar os apartamentos várias vezes.
Inaugurado pelo presidente Lula em maio de 2009, com a participação da ministra Dilma Rousseff, e o governador Sérgio Cabral (PMDB), o condomínio recebeu 56 apartamentos. No dia 22 de dezembro, Lula, Dilma e Cabral voltaram ao Alemão para a inauguração de mais 192 unidades habitacionais. No mesmo dia, participaram da entrega das chaves de 416 apartamentos na favela de Manguinhos

Na entrada dos prédios, nota do Consórcio Rio Melhor pede desculpas aos moradores pelo transtorno. "Usaram tijolo de encaixe e colocaram resina, mas isso não segura a chuva. É a pressa em inaugurar a obra", disse um operário, que preferiu não se identificar.

No Condomínio Itaoca 1.833, moradores também reclamam de inundações e rachaduras. A situação mais preocupante é a do bloco 2. O prédio foi construído à beira de uma encosta, a calçada cedeu e os operários agora fazem obra de contenção para garantir estabilidade da edificação.
O PAC está entre os principais programas do governo e tem motivado uma série de viagens de Lula para inaugurações de obras nem sempre concluídas, com a presença de Dilma.

Exceção no quesito vazamento é o condomínio do PAC no Morro do Cantagalo, em Copacabana, região nobre da cidade, onde as rachaduras, apesar de preocuparem mais, ainda não causaram alagamentos.

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura e Agronomia do Rio, Agostinho Guerreiro, fará uma vistoria nos conjuntos do PAC. "Há um histórico de equívocos na construção dos conjuntos habitacionais do Rio."

A Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (Emop), que responde pela fiscalização das obras do PAC, informou que os serviços de reparação no Complexo do Alemão foram necessários depois da constatação de que os tijolos utilizados "absorviam umidade".

As chuvas também inundaram apartamentos em vários andares nos prédios do PAC em Manguinhos, na zona norte do Rio, inaugurados em dezembro por Lula. Anteontem, moradores protestaram contra as condições das unidades, que já apresentavam rachaduras e infiltrações antes do temporal de sábado. A Emop diz que até o fim de março obras de reparação estarão concluídas."
Que beleza! Em plena correria eleitoral, na pressa de inaugurar obras nas favelas, aparecer em palanque pra população carente, faz-se de qualquer jeito a obra, e agora a população sofre! Valeu Lula! Valeu Cabral! Valeu Dilma!

Nenhum comentário: