quarta-feira, 3 de março de 2010

Hospital Central do IASERJ será demolido.

Segundo matéria publicada no final da noite de ontem no O Globo Online, o Hospital Central do IASERJ, nas proximidades da Praça da Cruz Vermelha, no Centro, será demolido para dar lugar à uma expansão no Instituto Nacional do Câncer - INCA, que centralizará todas as suas atividades no local. Longe de mim ser contra a expansão de um hospital de referência no tratamento do câncer, mas minha intenção é denunciar o abandono e o descaso do Governo do Estado, principalmente do de Sérgio Cabral, com o IASERJ, com a saúde e principalmente com o funcionário público.O IASERJ - Instituto de Assistência aos Servidores do Estado do Rio de Janeiro, é praticamente uma herança da época em que nossa cidade ainda era Distrito Federal. Naquela época, foi criado a Sociedade Beneficente do Servidor Municipal, que mais tarde se tornou o Departamento de Assistência ao Servidor da Prefeitura, depois o IASEG, na época do Estado da Guanabara, até chegar a sua situação atual. Segundo a lei, sua finalidade é proporcionar, aos seus beneficiários (servidores públicos estaduais) e respectivos dependentes, assistência médica e serviços suplementares de saúde. Em tese, seria praticamente uma regalia do servidor estadual.No entanto, sucessivos governos trataram de sucatear o IASERJ, que nos bons tempos chegou a ser um serviço de excelência. Em especial o Hospital Central, que está praticamente abandonado, e agora será demolido. Durante a campanha, o agora governador Sérgio Cabral iludiu os funcionários públicos, prometendo que recuperaria a estrutura do IASERJ. Mas como é sabido que não dá pra confiar no governador, não cumpriu o que prometeu, e agora entrega de bandeja para demolição o principal hospital do Instituto. Não foram dados detalhes sobre o que acontecerá com os servidores que trabalham na unidade, nem como será feito o atendimento dos servidores que necessitarem.
Recentemente, foi feita uma obra nessa unidade Central do IASERJ, vendida como recuperação e reinauguração do hospital, com custo de alguns milhões de reais. Na verdade, foram pintadas algumas paredes, por cima dos azulejos, e alugados os móveis hospitalares. Agora, todo esse dinheiro irá para o lixo, já que a unidade virá abaixo. É assim que Sério Cabral e o PMDB governam nosso Estado, não cumprindo promessas, desrespeitando o servidor, queimando o dinheiro do povo e abandonando à Saúde.


ps. Este que vos escreve veio ao mundo na maternidade do Hospital Central do IASERJ, e está presenciando o cenário do primeiro capítulo de sua vida ser apagado da história.

Nenhum comentário: