domingo, 17 de maio de 2009

Eleições 2010! Aécio teria aceitado ser vice de Serra

Mais uma vez, quem conta é o Perspectiva Política. O Governador de Minas Gerais, Aécio Neves, teria aceitado ser vice de José Serra na campanha para disputa à Presidência em 2010. Aécio, que vinha insistindo na realização de prévias para escolha do candidato e de viagens pelo Brasil para ambos discutirem suas idéias e propostas, teria sido convencido por Fernando Henrique Cardoso de que essa seria a melhor decisão.


Essa possibilidade já existia, uma vez que o DEM já havia anunciado que abriria mão de indicar o vice para que as chances de a oposição ganhar fossem ainda maiores. Assim, seria formada uma candidatura tucana 'puro-sangue', mas coligados com o DEM e PPS, e com o provável apoio do PV e de alguns peemedebistas de oposição ao atual governo.

As pesquisas já mostravam que Serra estaria mais bem colocado na disputa pela Presidência, uma vez que tem 'recall', ou seja, já disputou uma eleição presidencial antes e o eleitor já o conhece e se lembra mais fácil de seu nome. Contam também a seu favor a grande aprovação dentro do Estado de São Paulo, do qual é Governador, e também as ações importantes como Ministro da Saúde de FHC.

Mas outro fator importantíssimo para essa decisão é impedir que aconteça um racha dentro do PSDB, entre os que são a favor de Serra candidato e os que são a favor de Aécio, o que atrasaria as articulações de campanha. Vale lembrar que desde já Lula carrega Dilma Rousseff, sua provável candidata, por todo o país, fazendo campanha descaradamente com o uso da máquina pública. Chegou a pedir à populares em Manaus que orassem por Dilma, já que eles "vão precisar muito dela daqui pra frente".


Segundo informações, o tucanato só confirmaria esse rumor em setembro, e se eleito, Serra daria grande visibilidade à Aécio no governo e articularia o fim da reeleição e o mandato de 5 anos, garantindo para Aécio o pleito de 2015. Enfim, começa a ser visível uma luz no fim do tunel em que caminhamos há mais de 6 anos.

Nenhum comentário: